Sobre “Witch”

Comentarei brevemente sobre a edição especial de ano novo (2003) da revista para garotas Witch – a minha esposa foi à casa da mãe para catar os pertences ainda deixados lá, entre eles, a coleção da Witch. Fiquei verdadeiramente impressionado com a profundidade da revistinha, se comparada com o material que nossas garotas estão lendo hoje. Lá, encontrei coisas como: “Aprenda a valorizar o silêncio. Transforme a discrição em uma forma de sedução.”; “Aprenda a valorizar a palavra dada.”; “Cada pessoa gosta das coisas de um jeito. Aceitar isso é o primeiro passo para aprender sobre individualidade”; “Não diga aos outros o que não gostaria de ouvir.”; “Aprenda a valorizar os elogios que recebe. A beleza é um dom.”; “Leia biografias de pessoas importantes.” Além disso, há vários encorajamentos a relacionamentos duradouros.

Onde mais encontramos esse tipo de coisa hoje? Peguei simpatia enorme pela revista.

 

Texto escrito em 31 de agosto de 2016.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s