Lago do Passado

Nadei no lago do passado,

Naquelas nostálgicas águas borradas

Onde os cheiros são sentidos pelo coração

E as visões aparecem na alma.

Saí de lá entristecido,

Sabendo menos ter lembrado que esquecido.

*

Bragança Paulista, 2017

Imagem: Markus Spiske/Pexels

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s