Nota sobre “Willow Creek”

“Willow Creek” é basicamente um guia do que não fazer quando acampar em local perigoso. Aquele casal consegue ser mais incompetente que os jovens de “A Bruxa de Blair”, pois além de ter se enfiado no mundo selvagem sem nenhum tipo de arma, também não levou à mata – se levou não usou – qualquer mapa ou ferramenta de orientação. Como raios você acampa às voltas com ursos, pumas, gente maluca e não se prepara ao pior?

O filme mostra a jornada de um sujeito acompanhado pela namorada em busca do “Bigfoot”, o Pé Grande. O objetivo dele é chegar ao local da filmagem mais famosa da criatura, e antes de se embrenhar no mato ele vai entrando no clima da aventura e entrevista pessoas, algumas das quais ligadas direta ou indiretamente à mítica criatura

O problema é que, como boa parte de nossos modernosos, Jim, este era o nome dele, subestima os perigos diante de si e até a situação ficar muito tensa age como se estivesse acampando no quintal de casa. O resultado desta aberração comportamental é que ele não põe apenas a si próprio em risco, mas também a namorada, que nele confiava e dele dependia para proteção.

*

Bragança Paulista, 2019

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s