Nota sobre “The Hole in the Ground”

Sarah vai morar sozinha com o filho num desses palcos naturais do horror sobrenatural que são essas cidadezinhas sombrias da Europa — a mulher está tentando levantar a vida longe do marido espancador, passa por uma fase angustiosa, confusa e melancólica cuja travessia deve ser mesmo uma baita porcaria. Só que a casa nova da pequena família fica isolada da sociedade, lógico, e à beira d’um bosque que circunda uma espécie de ninho de inescrupulosos monstros metamórficos.

Pois muito bem, após uma situação em casa, o filho da mulher sai correndo pro bosque, a mãe vai doida atrás, acha o buraco no chão que nomeia o filme e, enquanto começa a temer pelo pior, é surpreendida pelo menino. Mas o menino havia chamado a atenção dos monstros e seria substituído por um deles; como mãe é mãe, não demora para ela perceber a troca.

O filme não é ruim, tem boas atuações, contudo a maioria de suas personagens são apenas esboçadas, o foco do negócio é mesmo a Sarah, não ficamos sabendo direito nem o que raios são aquelas criaturas metamórficas.

Um toque que achei interessante foi o seguinte: a primeira cena, com o menino brincando diante do espelho distorcido, primeiro sozinho, depois com a mãe, rapidamente, etc, já entrega bastante do filme. Este recurso de antecipar eventos da história de maneira mais ou menos indireta é chamado pelos gringos de “foreshadowing”, e aqui ele foi usado excepcionalmente bem.

É isso, não vou ser chato com o filme, ele não se propôs a muita coisa e dentro do que se propôs acertou mais do que errou.

*

Bragança Paulista, 2020

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s