Nota sobre “Ultraman”

A nave de Ultraman se choca com a nave pilotada pelo tenente Hayata; para salvar a vida do terráqueo, Ultraman se une a ele e os dois passam a combater juntos os monstros que ameaçam o planeta, isto é, sempre que a coisa aperta, Hayata se transforma no gigante e cai na porrada com os inimigos.

Hayata faz parte da SIA, uma agência que trata de problemas incomuns e geralmente interplanetários, e ao longo dos episódios a SIA e Ultraman se deparam com as mais variadas e absurdas criaturas colossais, criaturas essas que freqüentemente causam mortes incontáveis e prejuízos impagáveis.

A série é cheia de fantasias toscas, argumentos estapafúrdios, incoerências, ritmos irregulares, a impressão que tive é de que a produção foi pra lá de bagunçada, mas subsiste nela um pouco do rútilo heróico tão saudável ao espírito humano; além disso todos os membros da SIA, apesar de quase sempre aparecerem como personagens monocromáticos, são carismáticos — Akiko, então, além de simpática é um descanso aos olhos; é por isso que o negócio é assistível.

“Ultraman” se tornou um enorme sucesso no Japão e conta com novas séries até hoje. Apesar do programa não fazer meu estilo, muito provavelmente darei mais uma chance ou duas para a franquia.

*

Bragança Paulista, 2021

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s