Os Anjinhos

Anjinhos olham o mundo que dorme;

Zelam pelo sono dos justos pecadores

Para que seja sono calmo, sem terrores.

E como lá no céu não há rancores,

Também zelam os anjinhos pelas mães

Arrependidas, submersas em dores.

*

Bragança Paulista, 2020

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s