Brevidades #12

55

Carlos Alberto Nunes simplesmente doou sua tradução de Platão para a UFPA, e, segundo Aloysio da Costa Chaves, reitor daquela universidade à época, foi justamente por causa desse gesto altruísta do estudioso que a edição da UFPA (hoje tão aclamada) saiu. O sujeito verteu Platão ao Português direto do Grego, só Deus sabe quantas horas de trabalho penoso e quantas dores de cabeça aquele homem enfrentou, para depois doar o serviço. Por mais que ele não estivesse precisando de dinheiro, esta é uma atitude admirável.

57

Outra coisa interessante de notar em Morgoth (“O Silmarillion”) é que seu ódio interminável e suas ações nefastas têm por fundamento a inveja e o ressentimento.

58

O bem-te-vi que resgatamos há mais ou menos dois anos ainda nos visita regularmente, costuma aparecer no início da manhã ou ao fim da tarde. Chega, avisa que bem nos viu e vai cuidar da vida, sempre naquele vôo torto e algo suicida ao qual nos habituamos durante as semanas que ele esteve conosco. Na verdade, voando daquele jeito, acho que é um milagre ele ainda estar vivo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s