Quarto Quarteto de Quadras

13

Lá vem o senhorzinho

Em sua bonomia.

É gentil com todos;

“Tenha um bom dia”.

14

Amanhece novamente…

De novo estive ausente

De mim, de Ti, do mundo.

Vou me banhar, estou imundo.

15

Navego outra vez

Só na madrugada,

Esperando tristonho

A luz da alvorada.

16

Temível Cérbero,

Permite-me passagem!

Fique tranqüilo,

Pois não intento voltar.

*

Bragança Paulista, 2014

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s