Brevidades #26

132

Ariano Suassuna

“Uma vez, uma mulher foi na minha casa e disse assim: ‘Eu vim hoje aqui lhe dizer um bocado de coisa que você não vai gostar.’ Eu disse: ‘Então não diga.'”

“Eu não dou aula show, não, eu dou aula espetáculo. Na minha terra, ‘show’ é uma interjeição de espantar galinha.”

133

Os moralistas mais ferrenhos, aqueles que mais exigem perfeição dos outros, geralmente são os demônios mais hipócritas do mundo.

134

Videogames às vezes nos fazem dizer coisas excêntricas. Hoje, enquanto eu caçava o chefão da gangue “Los Muertos”, em “Crackdown”, olhei rapidamente ao relógio, e vendo que faltava menos de uma hora para a Missa começar, comuniquei à minha esposa, todo relaxado e natural:

— Gostaria de matar o desgraçado antes da Missa.

136

Os locais onde a loucura generalizada e o apego obsceno pela mentira continuarem reinando serão, daqui a 25 anos, ditaduras ferozes cujo povo, escravizado como nunca antes na História do Mundo, sofrerá cada hora do dia, ou serão latrinas de maldade e ignorância nas quais nenhum profissional terá a capacidade real de exercer a profissão que clama ter e nas quais torpezas e tristezas espreitarão cada janela. A única proeza digna de nota destes locais será o esquecimento geral de todas as lições dos antepassados, ou seja, será justamente o fim daquelas parcelas de civilização.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s