Brevidades #47

243

Deus tá vendo você dizer que trabalha honestamente enquanto passa o dia mentindo adoidado aos clientes da sua empresa.

244

Numa bela manhã, dessas manhãs sorridentes, cujo céu muito azul é visitado apenas por algumas nuvens alabastrinas e por pássaros serelepes que parecem ter descoberto o sentido da vida e o segredo da felicidade, estava meu primogênito sentado diante do ovo mexido com o semblante algo enfuscado, como se considerasse grave matéria.

Continuei comendo, limitando-me a lançar ao pequeno olhares curiosos, pois sabia que em breve eu seria consultado.

O menino ergueu o rosto rapidamente, como que iluminado por qualquer idéia esclarecedora, porém logo se enfarruscou de novo e passou a contemplar a comida com o cenho carregado. O céu ia sereno lá fora, meu filho é que prenunciava chuva forte.

Depois ele me atirou umas vistas lépidas e inquisitivas; abriu a boca… fechou a boca.

Descansei o garfo e fiquei esperando, curioso pra conhecer que debates eram travados na ágora daquele espírito infantil. Então:

— Pai, o ovo sai da bunda da galinha, né?

— É uma perspectiva.

— A bunda da galinha é limpa?

Eu achei louvável aquela preocupação em não comer merda e tranqüilizei a criança d’uma vez, disse que a galinha era um bicho de bunda muito asseada e cheirosa, nada de mal viria dali.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s